Processo de Avaliação das Propostas

Comunicação e Pechas Kuchas

As propostas de Comunicação e Pecha Kucha serão avaliadas por dois membros (um de Portugal e outro do Brasil) da Comissão Científica (CC) da 12ª ConfOA. Prevê-se que, existindo propostas com grandes diferenças de avaliação entre os dois avaliadores originais e próximos dos limiares de aceitação/rejeição, possa existir uma segunda ronda de avaliação, por um terceiro membro da CC. 

Os critérios utilizados na avaliação são os seguintes:

–        Relevância (20%) – Enquadramento do trabalho nos temas definidos para a ConfOA e para as competências do público-alvo. Devem privilegiar-se os trabalhos que abordem aspetos centrais dos temas identificados na chamada de trabalhos – https://confoa.rcaap.pt/2021/submissoes-on-line/temas/

–    Redação e organização do trabalho (15%) – Estrutura, organização, referências bibliográficas (referenciação obrigatória) e qualidade da redação  para uma correta e fácil compreensão do trabalho apresentado.

–       Atualidade e Originalidade do trabalho (25%) – Atualidade, singularidade e novidade do trabalho apresentado. Devem privilegiar-se os trabalhos originais, que abordem aspetos inovadores ou questões com grande atualidade. Trabalhos que relatem experiências similares ou iguais às já repetidamente reportadas em conferências anteriores deverão obter menor pontuação neste critério.

–       Avaliação Geral (40%) – Indicação genérica da opinião global sobre o trabalho, sobre a opinião do avaliador quanto à sua aceitação e apresentação na ConfOA. Por regra, devem privilegiar-se os trabalhos de investigação sobre aspetos gerais/generalizáveis ou universos diversos, em detrimento dos relatos de experiência exclusivamente “locais” (uma instituição, uma revista, um repositório, etc.). Pretende-se que sejam valorizados e exibidos trabalhos que representem um acréscimo de conhecimento sobre a problemática do Acesso Aberto e da Ciência Aberta, com potencial para suscitar a reflexão e a discussão das questões chave relacionadas com este movimento e que possam aportar maior impacto à ConfOA.

Cada critério será pontuado de 0 a 10 e a avaliação final dos trabalhos resultará numa pontuação de 10 a 100, pela aplicação da fórmula: Relevância*2+Redação e Organização*1,5+Atualidade e Originalidade*2,5+Avaliação Geral*4

Pósteres, Demos, Painéis, Workshops e Tutoriais

As propostas de Pósteres, Demos, Painéis, Workshops e Tutoriais serão avaliadas pela Comissão Organizadora da ConfOA.

No caso dos Pósteres os trabalhos são avaliados por dois membros (um de Portugal e outro do Brasil) e os critérios são apenas dois:

  • Relevância (50%) – Enquadramento do trabalho nos temas definidos para a ConfOA;
  • Avaliação Geral (50%) – Indicação genérica da opinião global sobre o trabalho. 

Cada critério será pontuado de 0 a 10, e a avaliação final dos trabalhos resultará numa pontuação de 10 a 100, pela aplicação da fórmula: Relevância*5+Avaliação Geral*5

No caso das Demos, Painéis, Workshops e Tutoriais as propostas são avaliadas por todos os membros da Comissão Organizadora da ConfOA, pontuadas de 1 a 5. Os critérios são três:

  • Relevância temática / caráter inovador (Tema);
  • Constituição do Painel privilegiando a diversidade institucional / Constituição da Equipa Formadora (no caso das Demos e Workshops);
  • Redação da proposta.

A avaliação final dos trabalhos resultará da soma da média dos resultados obtidos em cada um dos critérios.